Batismo de Nosso Senhor

O batismo nos torna: Filhos de Deus, membros da Igreja, Templos do Espírito Santo!

Neste final de semana (12/01/2020), celebramos o batismo de Jesus, o qual foi narrado no evangelho de Mateus 3, 13-17, e por este motivo, nós cristãos renovamos nossas promessas batismais, e durante a celebração, após a benção solene da água, pudemos repetir o gesto que nossos pais e padrinhos fizeram no dia do nosso batizado.

Por este motivo, o celebrante Pe. Mateus Danieli nos indagou sobre o que fizemos? O que sentimos? E o que este gesto nos quis dizer em nossa vida com cristãos? Nos diz que renunciamos ao pecado, a tudo aquilo de desune que nos afasta de Deus. Após nós professamos e renovamos a fé: Creio em Deus Pai, Filho e Espirito Santo; um Deus que cria, salva, liberta, ama, e move nossa vida. Creio na Igreja, comunidade de batizados, mesmo antes de ser uma instituição a Igreja é uma comunidade de batizados, e nós cremos na Igreja, na nossa comunidade de batizados que testemunha Jesus Cristo. Creio na ressurreição, pois se já foi loucura Deus assumir a nossa condição de ser humano, se já foi loucura o suficiente o amor d’Ele morrer na cruz, a loucura da ressurreição é algo inexplicável, e nós cremos na ressurreição.

Pe. Mateus fez questão de frisar sobre a benção da água do batismo, pois a mesma tem uma riqueza fantástica, onde na oração nós recorda as 5 águas da história da nossa salvação: a água da Criação, a água do Dilúvio, a água do Mar Vermelho onde o povo atravessou para chegar a terra prometida, a água do Rio Jordão do batismo de Jesus e a do nosso batismo. Após tem a invocação dos santos, pois não vamos a pia batismal sozinhos, a Igreja vem conosco, quando uma criança ou adulto é trazido até a pia batismal ela não vai sozinha ou no colo dos pais, ela vai com a Igreja, a Igreja celeste e a Igreja que está aqui na comunidade, por este motivo que não é feito batismo em outros locais que não seja a igreja, pois batismo é a vida na comunidade, e os Santos são invocados, pois eles viveram plenamente o seu batismo, se são Santos é por que viveram o seu batismo de forma autêntica, viveram o batismo até atingir a santidade.

Após viemos até a pia do batismo, onde recordamos em quem nós somos batizados, no Pai, no Filho e no Espírito Santo, em Deus. Cada um reagiu de uma maneira, porém todos nós mergulhados na água do batismo, nos tornamos filhos de Deus. Hoje a pia batismal é menor, usada para despejar a água na cabeça das crianças; já o batismo para os primeiros cristãos era realizado em uma piscina, a qual tinha 3 degraus; a pessoa era despida de suas vestes, no sentido de deixar para trás a vida do homem velho, passar pela água do batismo significava morrer com Cristo, ser sepultado com Cristo, por este motivo os 3 degraus lembrando os 3 dias no sepulcro, e sair do outro lado da piscina era a vida nova, e a comunidade acolhia esta nova criatura com uma veste branca, motivo que até hoje a tradição de usar a roupa branca na criança vem desta época, onde apenas os adultos eram batizados, e ao passar pela comunidade com estas vestes brancas, eram reconhecidos como um novo irmão. E passar pelas águas do batismo, indica 3 outras ideias que estão no nosso mural: O batismo nos torna: Filhos de Deus, membros da Igreja, Templos do Espírito Santo! E o Papa Francisco em sua catequese sobre o batismo ele diz que ninguém merece o batismo, pois é um dom gratuito para todos, adultos e recém-nascidos, porém quando somos batizados em nós passa a habitar o Espírito Santo, por isto não deixe de batizar uma criança, não impeça que na vida daquela criança o Espírito Santos passe a habitar.

E tudo isso é apresentado na palavra de Deus, para que os batizados façam aquilo que dizia o profeta Isaías: abrir os olhos dos cegos, tirar os cativos da prisão, livrar do cárcere os que vivem nas trevas, ou seja, o batizado tem a função de tornar a vida dos outros uma vida melhor, fazer com que a sua vida seja instrumento para que os irmãos que mais precisam tenham poder nos cristãos acesso a dignidade.

 E o que ouvimos nos Atos dos Apóstolos, para sermos como Jesus que passou pelo mundo fazendo o bem, sejamos nós, o dia em que renovamos nosso batismo, o dia em que celebramos o batismo de Jesus, pessoas que vivem o batismo na prática; sejamos agradecidos por que um dia nossos pais nos levaram a pia batismal e permitiram que o Espirito Santo habitasse em nós, sejamos agradecidos por nossos padrinhos, aquelas pessoas que para nós são testemunhas de seguimento a Jesus Cristo, sejamos agradecidos pela Igreja nossa mãe que nos acolhe e nos torna seus membros, e que o Senhor nos ajude a viver o nosso batismo, praticar o bem e sermos como Jesus.

Informações

Júlio César Rossoni

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta