Celebração do Domingo de Ramos

A celebração do domingo de Ramos e da Paixão do Senhor abre a Semana Santa, reunindo duas importantes tradições. Nesta celebração é costume imitar a entrada de Jesus na Cidade Santa trazendo ramos nas mãos; Imitamos também os judeus daquela época, que receberam Jesus em Jerusalém, aclamando: “Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor! Bendito seja o reino que vem, o reino de nosso pai Davi! Hosana no mais alto dos céus!”

A celebração deste domingo teve início na praça Albino Hillebrand com procissão até a Igreja Matriz Bom Jesus, onde foi presidida pelo Pe. João Gheno Netto.

O Evangelho relatou a entrega de Jesus em julgamento por Pilatos, o qual inúmeras vezes enfatiza não encontrar nenhum crime Neste Homem; porém a multidão levadas ao equivoco por alguns Fariseu privilegiados, pedem a libertação do criminoso Barrabás e a crucificação de Jesus. 
Nos dias atuais, será que não estamos fazendo como a multidão daquela época, pedindo a libertação de um criminoso e a crucificação de pessoas honestas, por medo de perdermos os privilégios? Como diz a letra da música de Pe. Zezinho:

“…E mataram a Jesus de Nazaré

E no meio de ladrões puseram sua cruz

Mas o mundo ainda tem medo de Jesus

Que tinha tanto amor.

Informações

Júlio César Rossoni

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta