Sábado Santo – Vigília Solene da Páscoa

A luz de Cristo que ressuscita resplandecente dissipe as trevas de nosso coração e nossa mente. O Sábado Santo nos levou a uma Vigília Solene da Páscoa, momentos de contemplar o ritual do fogo e da água, de rezarmos e cantarmos a Ladainha de todos os santos e de renovar fervorosamente nossas promessas batismais.

Em sua homilia, Pe. Mateus Danieli destacou que nosso retiro está quase concluído, o que começamos a celebrar na quinta-feira Santa e se estende até amanhã. “Somos renovados das tentações, estamos transfigurados pela ressurreição, experimentamos a libertação plena. Nos alegramos pela misericórdia de Deus que ressuscita Jesus dentre os mortos como primeiro da nova criação. Celebramos a páscoa de hoje, a nova ceira, e não temos mais o Senhor morto. Porque, para nos salvar, Ele foi até onde ninguém jamais se sujeitou ir.

Nas leituras acompanhamos a trajetória da fé, cremos no Deus Criador de todas as coisas. Ele criou tudo perfeito. Cremos no Deus libertador que tirou nossos antepassados do Egito, a casa da escravidão e os conduziu seguros para a terra prometida. Cremos no Deus que tira o nosso coração de pedra e nos dá um coração de carne, cheio de amor para viver a fé. Cremos no Deus ressuscitado, não com os discípulos, mas como Madalena e as outras mulheres que, ao ouvirem a mensagem do anjo compreenderam as escrituras a respeito de Jesus e foram testemunhar. Cremos que é na morte de Cristo que somos batizados e que somos identificados a Ele e que somos criaturas novas e que vivemos para Deus.

Nesta noite da fé batismal, acendemos o fogo novo = as trevas não vencem; abençoamos a água nova = compromisso de testemunhar a fé e ajudar outros cristãos a fazerem o caminho batismal.

A Vigília Pascal, como mãe de todas as celebrações da Igreja é um sinal profundo da fé enraizada na história da salvação. Nossa fé não nasce de uma ideia, de um devaneio. Nossa fé nasce, se desenvolve e é testemunhada em toda essa narrativa salvadora.

E, para quem ainda está como Pedro, sem entender direito, procure dentro de si o Senhor Ressuscitado! Feliz Páscoa!”, concluiu.

Informações

Júlio César Rossoni

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta